Archive for maio, 2013

Curso ABTG – Como Administrar uma Gráfica Familiar – Material de Apoio

Vide o link abaixo

É só clicar no link e salvar em seu computador

Como administrar uma gráfica familiar

29/05/2013 at 3:20 PM Deixe um comentário

Curso ABTG – Como Administrar uma Gráfica Familiar – Flávio Botana – 28 de Maio

Como Administrar uma Gráfica Familiar

  • curso-regular---grfica-familiar-v4-site

Endereço: Rua Bresser, 2315 – Mooca – SP (dentro da escola SENAI Theobaldo de Nigris)

Contato: Thiago Chirelli

(11) 2797-6728 ou curso@abtg.org.br

17/05/2013 at 5:19 PM Deixe um comentário

A Sucessão pode descarrilar – John Davis – Forum HSM Family Business (Fonte:www.hsm.com.br)

John Davis apresenta os cinco fatores que podem minar a sucessão do líder e levar à morte a empresa familiar.

Durante a apresentação inicial do Fórum HSM Family Business 2013, John Davis, professor da Harvard Business School, afirmou que a sucessão na empresa familiar deve começar com um líder que não fuja dos problemas. O palestrante elencou os cinco obstáculos à sucessão tranquila.

 

  1. Falta de pessoas interessadas ou qualificadas, por ausência de:
    • planejamento;
    • contato dos filhos com a empresa e com a formação desde cedo;
    • oportunidades interessantes na empresa;
    • bom ambiente familiar e/ou de cultivo de candidatos de fora da família.
  2. Escolha ruim de líderes, por pressa, por não poder dizer não a um candidato fraco (por culpa, pressões ou falta de opções), ou pela perda de objetividade, quando candidatos dividem ou são produto da divisão da família.
  3. Seleção e preparação ruins de proprietários, que não apoiam a empresa, não apoiam o líder ou não se dão bem. “A propriedade é uma tarefa, e não um direito adquirido, e exige boa governança”, ressalta Davis.
  4. Demora do líder em deixar o poder, embora “não se passe o bastão quando se está pronto para se aposentar, e sim quando a geração júnior está pronta para liderar”.
  5. A empresa não consegue continuar a gerar valor, por dificuldades na gestão, na governança e na liderança.

 

09/05/2013 at 3:15 PM Deixe um comentário

Leitura: Texto fantástico de Leonardo Boff, extraído do seu livro “A águia e a galinha”

Todo ponto de vista é a vista de um ponto. Para entender como alguém lê, é necessário saber como são seus olhos e qual é a sua visão de mundo. Isso faz da leitura sempre uma releitura.

A cabeça pensa a partir de onde os pés pisam. Para compreender, é essencial conhecer o lugar social de quem olha. Vale dizer: como alguém vive, com quem convive, que experiências tem, em que trabalha, que desejos alimenta, como assume os dramas da vida e da morte e que esperanças o animam. Isso faz da compreensão sempre uma interpretação.

Sendo assim, fica evidente que cada leitor é co-autor. Porque um lê e relê com os olhos que tem. Porque compreende e interpreta a partir do mundo que habita

07/05/2013 at 3:43 PM Deixe um comentário

Cultura organizacional no desempenho – Jeffrey Pfeffer – (Fonte: www.hsm.com.br)

As empresas sabem o que é preciso fazer para alcançar bons resultados, mas não colocam em prática.

Jeffrey Pfeffer, professor de Comportamento Organizacional da Stanford Graduate School of Business, abriu sua palestra no Fórum HSM Gestão e Liderança 2013 afirmando que a cultura organizacional é importante para o desempenho da empresa e uma vantagem competitiva sustentável, porque é difícil de ser copiada, diferentemente das estratégias e dos produtos. “Os líderes devem focar nas pessoas, na sustentabilidade humana. Criar um bom ambiente de trabalho e torná-lo mais divertido.”

Segundo Pfeffer, o grande desafio das empresas é transformar o conhecimento em ação. “Há um grande descompasso entre o saber e o fazer”, disse, dando dicas de como iniciar o processo, que tem como base a comunicação transparente:

  • elabore uma lista de práticas e ações;
  • pergunte às pessoas em que medida elas acham que cada uma dessas práticas e ações relaciona-se com o desempenho organizacional ou individual;
  • pergunte às pessoas –e a si mesmo– em que medida elas acham que as práticas e ações estão sendo executadas.

Criar uma cultura organizacional que gere resultados práticos implica, também, derrubar alguns mitos. Um deles é acreditar que o problema da empresa se resume a custos. “O problema é de faturamento, receita. A empresa que oferece mais aos funcionários, clientes, lucra mais”, reforçou, exemplificando com a Southwest, empresa aérea que remunera melhor os empregados e é, consistentemente, a mais lucrativa.

Para ser eficaz, a cultura organizacional tem que ser focada nas pessoas e não em estratégias. Os empregados precisam ser valorizados e se sentirem importantes para o negócio.

04/05/2013 at 12:33 PM Deixe um comentário


maio 2013
D S T Q Q S S
« abr   jun »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds