3 anos, uma impressão – Texto de Clayton Fernandes dos Santos – Um recém-formado Tecnólogo Gráfico

29/08/2012 at 4:14 PM 3 comentários

Recebi este texto por email deste nosso ex-aluno. Acho que ele merece ser compartilhado. Obrigado!!!

Olá!
Participei por 3 anos do curso de tecnologia em produção gráfica do SENAI, e por ele me formei, a menos de uma semana.
Durante esse período tive a sorte de conhecer pessoas muito competentes e já graduadas pela vida em suas funções, e daquela turma de 40 e poucos que começaram, tive a ‘mais sorte ainda’ de poder agregar alguns (poucos, é certo, mas é como deve ser) amigos à minha vida.
Nas aulas iniciais, em uma de suas cuidadosas apresentações de metodologia, o prof. Bononato propunha uma dinâmica interessante: ao fim da aula, chamar um dos alunos pra contar um pouco mais sobre sua experiência de vida, o que mais lhe emocionou, lhe entristeceu, lhe animou, etc. Uma forma interessante de tentar ‘quebrar o gelo’ natural de quem mal se conhece, mas já se dispôs a passar 3 anos juntos (3 anos que se mostraram mais que um desafio, em diversos aspectos). Confesso que eu sempre fiquei pensando no que falaria se fosse chamado pra contar ‘a minha história’.
No decorrer desses 3 anos tivemos muitas experiências, e sempre defendi a ideia de que as mais enriquecedoras sempre foram aquelas nas quais o tema era discutido de maneira ‘aberta’. A informação sólida nunca me apeteceu. Considero que informação tem várias formas, jeitos…: é líquida. Ela atinge o público (alunos, no caso) e se molda muito à capacidade (e vontade?) da recepção deste. Talvez por isso a maioria tenha terminado o curso mais confortável com o método do Botana, Pires e Bononato, que sempre adotaram essa maneira mais ‘solta’ de discutir. Aqui claro, vale a observação de que nem todas as disciplinas permitem esse tipo de didática, e sim, isso é determinante. Ainda assim, o modelo por competências nos ofereceu possibilidades de exercitar de maneira mais prática algumas questões abordadas e, mesmo que o curso inteiro não tenha seguido este norte (sim, algumas matérias estavam mais próximas do modelo anterior de ensino), foi esse método que nos modelou.
Uma coisa indiscutível sobre o SENAI, ao meu ver (além do já inquestionável potencial de maquinários) foi a possibilidade de experimentar novas ideias. É uma pena que, em virtude do público (muito operacional) e também do modelo próprio que o SENAI desenvolveu na sua história (com vistas, basicamente, à mão de obra industrial), seja tão difícil o encontro das novas ideias a esse ambiente. Sempre procurei desenvolver algo novo (e isso não significa apenas produto, mas conceitos, questões, pensamentos), fora do ‘padrão’. Ver que a maioria dos Projetos Integradores tratam, basicamente, de temas similares, é constatar a perda que se dá a essa possibilidade de, com o respaldo oferecido, poder CRIAR algo, efetivamente. Nessa questão, só posso parabenizar a Claudia e os envolvidos no desenvolvimento no NAIPE, de colocar à disposição ferramentas de gestão e organização, e o acompanhamento metódico que oferecem.
Bem, já não bastando a experiência que pude construir, o contato com novas informações, a prática, as amizades, as novas referências, a possibilidade de ir a feiras (DRUPA inclusa), ainda tive a HONRA de ser homenageado como melhor aluno da sala. Quanto a isso, não tenho muito o que falar. Foi mesmo uma surpresa indescritível essa homenagem e, ainda que para alguns não tenha a mesma proporção que pra mim, preciso dizer que foi algo ímpar. Sou uma pessoa muito difícil de se surpreender, mas dessa vez realmente fiquei incrédulo. Muito obrigado mesmo. Agora, já saindo do SENAI, se fosse chamado lá na frente, numa das aulas do Bononato, já teria uma coisa incrível pra contar.
Além de tudo, o SENAI foi o berço de uma ideia (dentre tantas…) que tem amadurecido muito nesses últimos meses, um embrião que está tomando forma: a halftone. Acho que não estudei tanto nesses últimos 3 anos quanto tenho estudado agora na composição e no plano de negócio da minha (micro-micro) empresa, e é justamente essa gana por crescer e conquistar, derivada principalmente desses 3 últimos anos (e também do meu ‘jeito de ser’) meu maior ativo hoje. Acredito MUITO que essa homenagem (um prêmio?) não foi a única da minha vida, mas por ser a primeira desse porte, é a que carregarei com maior carinho.
É notável a transformação e amadurecimento que me foi possível, e é por isso que gostaria de lhes dizer OBRIGADO: pela paciência, tempo, atenção, disposição, dedicação, amizade, complacência (às vezes, porque ninguém é de ferro) e tudo que dedicaram nesse período de maior contato. Ainda frequento (e frequentarei insistentemente) o SENAI, mas agora mais como visitante.
OBRIGADO mais uma vez, e parabéns. De cada aluno que recebeu um canudo aquele dia, um pedaço da honra é de vocês!
Clayton Fernandes dos Santos
Tecnólogo em Produção Gráfica 😉
Anúncios

Entry filed under: Gráfica, Senai, Tecnólogo Gráfico - Qual o caminho?.

Por um ser humano mais inteligente – Ray Kurzweil – (Fonte: www.hsm.com.br VENCENDO NA INDÚSTRIA GRÁFICA NO SÉCULO XXI – Texto de Flávio Botana

3 Comentários Add your own

  • 1. Claudia Cipriano  |  01/09/2012 às 10:52 AM

    Estou plenamente de acordo.

    Responder
    • 2. Claudia Cipriano  |  01/09/2012 às 11:05 AM

      Divulguei também no grupo Projeto Integrador.

      Responder
  • 3. Rodrigo Magalhães dos Anjos  |  03/09/2012 às 7:37 PM

    É muito animador ler tal explanação!!!!

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


agosto 2012
D S T Q Q S S
« jul   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: