Sem receita, mas com o mesmo resultado – Microsoft e Grupo Accor (Fonte: www.hsm.com.br)

06/07/2012 at 10:41 AM Deixe um comentário

Funcionários motivados, engajados e satisfeitos garantem à Microsoft e ao Grupo Accor bons resultados e credibilidade no mercado

 

 

Não existe uma receita única para figurar entre as “50 Melhores Empresas para se Trabalhar na América Latina”, pesquisa anual realizada pelo Great Place to Work (GPTW). No entanto, quaisquer que sejam os programas de gestão de pessoas, eles precisam proporcionar satisfação e, consequentemente, motivar os funcionários.

 

Para Daniela Sícoli, gerente de Recursos Humanos da Microsoft, a valorização individual do profissional é um dos principais diferenciais que colocam a empresa no ranking. “Nós não oferecemos apenas trabalho. Nós oferecemos um plano de carreira”, diz, citando como exemplo ela mesma: “Estou há 14 anos da empresa. Trabalhei em Finanças, Negócios, Comercial e hoje estou na área de Recursos Humanos.”

 

A pesquisa do GPTW é outro aval. Quando questionados sobre qual a motivação para trabalhar na Microsoft, 70% dos colaboradores apontam a possibilidade de desenvolvimento da carreira. Nas outras empresas classificadas, essa é a resposta de 50% dos funcionários, em média.

 

Mais importante do que um plano é a maneira como ele é conduzido. Na Microsoft, o profissional é o protagonista. Anualmente, ele participa do processo de discussão de carreira, no qual expõe seus objetivos e, junto com a empresa, define como alcançá-los.

 

Pode ser por meio de cursos formais, alguns subsidiados pela companhia, treinamentos internos e no aprendizado com o outro. “Quer trabalhar em Vendas? Orientamos a conversar com os colegas do departamento, acompanhar em visitas a clientes, entender a área, na teoria e na prática”, explica Daniela.

 

Flexibilidade de horários é outro referencial da Microsoft, que atrai e retém talentos, com o objetivo de equilibrar a vida pessoal com a profissional. Um desejo da maioria dos trabalhadores, qualquer que seja o ramo de atuação. “Enfatizamos o comprometimento com o resultado. E o negócio da empresa permite o trabalho remoto, com o uso da tecnologia. O funcionário tem opções”, conta a gerente de RH.

 

Desenvolvimento de carreira, flexibilidade de horário e tantos outros programas motivacionais e benefícios destacam a companhia no mercado. No entanto, Daniela lembra que é importante ouvir o que o funcionário deseja. E isso a empresa faz anualmente, por meio de uma pesquisa interna de clima, em todas as unidades, no mundo inteiro. Os resultados, com indicadores qualitativos e quantitativos, norteiam não apenas a política de RH, como a estratégia da organização. “O nosso colaborador sabe que ele é importante para o negócio”, assegura.

 

Círculo virtuoso

 

No Grupo Accor, funcionário satisfeito, motivado, engajado atende melhor o cliente, que também fica satisfeito e retorna, impactando nos resultados, permitindo o aprimoramento contínuo. É um círculo virtuoso, como define Fernando Viriato, diretor de Recursos Humanos da Accor América Latina.

 

Para o executivo, o que coloca a organização entre as “50 Melhores Empresas para se Trabalhar na América Latina” é o investimento na formação dos colaboradores, que vai além do desenvolvimento profissional interno. “No nosso setor, precisamos formar os funcionários. Muitos não possuem o ensino fundamental ou médio completos. Dentre os vários treinamentos que oferecemos, tem o supletivo virtual, que atualmente conta com 400 inscritos. Educamos não só para o trabalho, mas para a vida, proporcionando novas perspectivas aos colaboradores.”

 

Considerando que o turn over anual da empresa gira em torno de 50%, abaixo da média do segmento, a preparação, de fato, contribui com o mercado.

 

Porta de entrada e diversidade

 

Outros números comprovam esse comprometimento com a formação, que atrai, prepara e retém talentos. Em dezembro, a Accor contabilizava 10 mil funcionários na região, sendo que 5,5 mil foram contratados ao longo de 2011. Destes, aproximadamente 600 nunca tinham trabalhado. “Oferecemos a oportunidade do primeiro emprego, reforçando nosso compromisso com desenvolvimento social e econômico do País”, diz Viriato, lembrando que dos 182 hotéis da rede na América Latina, em dezembro de 2011, 150 estão localizados no Brasil. “Adequamos os programas de formação e capacitação às características de cada região, respeitando as diversidades”, revela.

 

O respeito à diversidade também alcança os gêneros. Hoje, 53% dos funcionários são mulheres, e igual porcentual ocupa cargos de liderança. Esse cenário é reconhecido pelos empregados como valorização, com oportunidades iguais para todos, fatores que garantem a satisfação com ambiente de trabalho e o orgulho por fazer parte do Grupo.

 

Portal HSM

Anúncios

Entry filed under: Gestão.

9 passos para ter mais resiliência no trabalho – Texto de Amanda Kamanchek (Fonte: www.exame.com.br) ABTG – Curso “Custos e Formação de Preços” – Material de Apoio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


julho 2012
D S T Q Q S S
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: