Pesquisa mostra que e-books JÁ representam 7% dos gastos com livros nos EUA

18/06/2012 at 7:14 PM Deixe um comentário

Instituto Bowker revela crescimento de 60% do mercado de autopublicação, alimentado pelo setor de impressão por demanda

 

São Paulo, junho de 2012 – Os norte-americanos estão consumindo mais livros eletrônicos. Isto é o que revela uma pesquisa realizada pela Bowker, empresa que é líder mundial em informação bibliográfica. A venda de obras literárias nos Estados Unidos cresceu 6% no último ano, passando de 328.259 títulos em 2010 para 347.178 em 2011. O impulso no consumo, segundo a Bowker, deve-se quase que exclusivamente ao mercado de autopublicação, que apresentou a maior alta nos últimos quatro anos: quase 60%. Já os gastos com livros eletrônicos (ou e-books) tiveram um incremento considerável nas vendas naquele país, passando de 2% em 2010 para 7% em 2011.

Os e-books passaram a representar 14% das unidades comercializadas nos EUA. Em 2010, era de 4%. Além disso, a Bowker, que é responsável pela concessão de ISBNs (International Standard Book Number) nos EUA, registrou no ano passado mais de 211 mil autopublicações, sendo 41% livros eletrônicos, quase 60% a mais do que em 2010. Vale lembrar que nem todos os materiais deste setor levam ISBN.

Outra pesquisa, realizada na Inglaterra e encomendada pelo Writer’s Workshop, mostra que a maioria dos autores britânicos consultados (60%) consideram a possibilidade de eliminar seus editores para autopublicar seus livros. Ainda na mesma divulgação, quase ¾ dos entrevistados (74,2%), responderam sim para a questão: “Se e-books continuarem a ganhar mercado, você consideraria eliminar sua editora?”.

Já no Brasil, o mercado de autopublicação também está crescendo. O portal Perse, que trabalha com impressão por demanda e e-books, registrou uma considerável alta de publicações em menos de um ano de atuação. No segundo semestre de 2011, foram publicados 200 livros. Neste ano, até o final do mês de maio, o número pulou para mais de 700 títulos. Uma das explicações para esse aumento é a facilidade que os autores encontram em publicar as suas obras através de serviços como esse. Além de terem ao alcance das mãos o poder de decisão sobre sua publicação, também contam com sistema de impressão sobre demanda e versão digitalizada (os e-books).

Com valores mais baixos, os títulos eletrônicos têm a vantagem de serem acessados logo após a compra, em qualquer lugar do mundo. Para aumentar o alcance dos livros virtuais entre seus usuários, a Perse realizou parcerias com grandes lojas do ramo, como as americanas Amazon e Xeriph e as brasileiras Livraria Cultura, IBA, Ponto Frio, Livraria da Travessa, Gato Sabido e Nuvem de Livros.

“Estamos em um mercado que tem crescido muito. A autopublicação já conquista a confiança de autores de todo o território nacional, que utilizam o nosso sistema para viabilizarem a difusão de suas obras”, afirma Antônio Hércules Jr., sócio e diretor geral do PerSe.

 

 

Anúncios

Entry filed under: Gráfica.

Faculdade Senai de Tecnologia Gráfica – TCCs 8º Semestral – Resumos dos trabalhos apresentados em 14/06 Pixar University: aprendizado com emoção – Elyse Klaidman (Fonte: www.hsm.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


junho 2012
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: