Archive for junho, 2012

Apresentação Singrafs – “Vencendo numa Era de Incertezas” – Flavio Botana

É só clicar no link abaixo e salvar em seu computador

Vencendo numa Era de Incertezas – Apresentação

Anúncios

28/06/2012 at 8:01 PM Deixe um comentário

Faculdade Senai de Tecnologia Gráfica – TCCs 8º Semestral – REDUÇÃO DO RETRABALHO NA ÁREA DE IMPRESSÃO OFFSET EDITORIAL ATRAVÉS DA MELHORIA DO FLUXO DE TRABALHO

Autores:

COSME DEMILSON DA SILVA
EDMILSON MOREIRA
SARA LIMA DE OLIVEIRA

Apresentação do trabalho completo.

Se outros alunos quiserem divulgar os seus trabalhos, é só me enviar por email: flaviobotana@uol.com.br

TCC Cosme Sara Edmilson

27/06/2012 at 10:15 AM Deixe um comentário

Marketing em prol do crescimento – Philip Kotler – (Fonte: www.hsm.com.br)

Inovar em modelo de negócio é papel do marketing, cuja amplitude de ação está atrelada à visão que o CEO tem da área

“A função do marketing é ajudar a criar um plano de crescimento para a empresa”, afirmou Philip Kotler durante sua apresentação na primeira manhã do Special Management Program da HSM. Segundo ele, a inovação em modelo de negócio é a chave para esse crescimento.

Seu conselho é taxativo: “Comece a se autocanibalizar antes que os outros o façam. Tome a iniciativa de se tornar obsoleto”. A história dos negócios é plena de exemplos que mostram como modelos de negócio são superados. A Barnes&Noble, primeira livraria a oferecer espaço para café, palestras e leitura, é um desses casos. “Esteja ciente de que alguém está tentando fazer mais barato do que você, melhor, ou os dois ao mesmo tempo”, alertou o professor.

O dilema da inovação

De acordo com Kotler, é questionável se a inovação traz o ROI (Return Over Investment), porque pode ser copiada rapidamente. Buscamos ao menos o break even point na inovação, mas nem sempre ele vem, e podemos morrer investindo, já que nove entre dez inovações fracassam. No entanto, se não inovarmos, morreremos também. Esse é o dilema atual.

Nesse sentido, Kotler concorda com a política da Intel: quando percebe que algo não vai funcionar, abandona o projeto, cortando o mal pela raíz e aprendendo com a experiência. Sua recomendação aos gestores é investir em gerenciar o presente, esquecer seletivamente o passado e criar o futuro.

Ao gerenciar o presente, deve-se cortar o que não traz lucro, sejam produtos, segmentos ou clientes, e buscar a eficiência das operações. Para esquecer seletivamente o passado, é preciso aproveitar oportunidades e explorar mudanças não lineares. Cria-se o futuro, contudo, formulando-se um novo projeto estratégico, que traz direção, motivação e desafios para todos na organização.

O CEO e o diretor de marketing

Para Kotler, a qualidade da área, em qualquer empresa, depende do CEO. A maior parte dos presidentes de empresa vem de outras áreas e, portanto, não entende de marketing. Muitos são “CEO 1P”, isto é, que só se preocupa com promoção e diz: “Preciso de uns folhetos…”. Nessa empresa, a área de marketing não se preocupará com preço, desenvolvimento de produtos, ou canais de distribuição.

O “CEO 4Ps” é quem tem o melhor controle do processo todo, mas o CEO STP ainda o supera. STP é a sigla para Segmentação, Targeting e Posicionamento. Nesse caso, para cada segmento, cria-se um plano com os 4Ps. “Prefiro, ainda, que o CEO tenha uma visão como a de A.G. Lafley”, disse Kotler. Lafley, ex-Procter & Gamble, dizia que era responsável “por marketing e tudo o mais”. Assim, todos na empresa estavam fazendo marketing, ou sintonizados no cliente.

O diretor de marketing é quem deve lembrar as pessoas que elas fazem coisas que podem atrapalhar o cliente. Ele ainda deve monitorar as mudanças para obter insights para novos produtos e serviços e levar a empresa ao crescimnto.

É também papel desse diretor proteger a marca e reenergizá-la. Ele deve se atualizar para ser capaz de fazer análises preditivas e outras. Por meio de seu conhecimento, esse executivo enriquece o portfólio da companhia e amplia sua sinergia, avaliando que produtos estão crescendo, quais estão estáveis e quais declinam.

Finalmente, o diretor de marketing deve oferecer evidências de criação de lucro. “No passado, não falávamos disso, mas temos de justificar nosso orçamento pelo ROMI (Return over Marketing Investment)”, explicou o palestrante, reconhecendo que o desafio para o executivo da área é grande. A recomendação aos profissionais é que escolham duas dessas tarefas, dediquem esforços a elas e mostrem ao CEO que seu trabalho traz resultados.

Portal HSM

25/06/2012 at 12:31 PM Deixe um comentário

Competição interna: isto é saudável? – Texto de Abraham Shapiro – (Fonte:www.hsm.com.br)

Benjamin Disraeli, o famoso primeiro-ministro britânico, escreveu: “Na política não existe honra”. Lamentavelmente, esse tipo de política é realidade presente em muitas companhias, e encontrada em todos os níveis da organização.

O difícil de compreender é como algumas empresas deliberadamente encorajam o espírito competitivo entre funcionários sob a ótica de que a competição é um estímulo para melhores resultados.
Segundo respeitáveis líderes esta é uma técnica equivocada e daninha. Jack Welch, por exemplo, integrou as pessoas através de seus princípios fazendo, assim, a General Electric mundial chegar a índices invejáveis de valor.

O problema é que em toda competição sempre há uma disputa pela supremacia. Tem que haver um vencedor. Mas na empresa, como acontece em muitas ações judiciais, o vencedor pode ser ainda o perdedor. E na minha opinião, em última instância a empresa perde.

Na política empresarial, entretanto, o que muitas vezes ocorre é o “vale tudo”: da insanidade à tolice. Conheci um empresário que justificou a iniciativa de alimentar a competição entre seus gerentes e incitá-los ao confronto como um meio de impedi-los a formar “quadrilhas” que roubassem a empresa. Segundo ele, isto os faria delatar colegas que se metessem em possíveis desvios.

Uma história curiosa sobre política na empresa é a daquele chefe de uma grande indústria têxtil que rapidamente superou as barreiras hierárquicas e tornou-se presidente. Quando seu filho perguntou-lhe como conseguiu esta façanha, ele respondeu: “Bem, filho. Enquanto os outros estavam preocupados em defender seu direito ao cargo, eu simplesmente passei por cima das barricadas e assumi”.

Política dentro da empresa sempre acaba assim.

Abraham Shapiro é engenheiro e psicólogo da Shapiro Consultoria. Atua como coach e consultor de dirigentes empresariais há 15 anos. É autor do livro “Torta de Chocolate não Mata a Fome – Inspirações para a Vida, o Trabalho e os Relacionamentos”. Contatos: http://www.shapiro.com.br e shapiro@shapiro.com.br

22/06/2012 at 1:46 PM Deixe um comentário

Drupa Tendências – Entrevista de Bruno Mortara com Frank Romano.

Entrevista muito boa!! Vale a pena.

21/06/2012 at 8:21 PM Deixe um comentário

Slides da Palestra Flávio Botana – “Investir ou não em novas tecnologias” – 11º InformAÇÃO – Fórum Paranaense de Tendências para a Indústria Gráfica

É só clicar no link abaixo (pode demorar um pouco) e salvar em seu computador

 

Investir ou não em novas tecnologias Pós-Drupa2012 – Botana

20/06/2012 at 11:51 AM Deixe um comentário

Palestra Flávio Botana – “Investir ou não em novas tecnologias” – 11º InformAÇÃO – Fórum Paranaense de Tendências para a Indústria Gráfica

Estarei hoje às 21:00hs dando uma palestra no 11º InformAÇÃO – Fórum Paranaense de Tendências para a Indústria Gráfica, promovido pela Abrigraf-PR e Sigep com o apoio técnico da ABTG

O tema da palestra será “Investir ou não em novas tecnologias”

Local: Edifício Jorge Aloysio Weber na Rua Augusto Severo, 1050 – Alto da Glória – Curitiba – PR

Amanhã disponibilizarei no blog os slides da palestra, que foi proferida em SP pelo professor José Pires

19/06/2012 at 10:47 AM 2 comentários

Posts antigos


junho 2012
D S T Q Q S S
« maio   jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds