Como se manter um bom candidato mesmo desempregado – Texto de Isabel Kopschitz (Fonte: oglobo.globo.com)

28/03/2012 at 11:32 AM Deixe um comentário

Especialistas explicam o que fazer, quando se está fora do mercado, e como ser um bom candidato em potencial

( com informações do New York Times )

Se você está há um tempo fora do mercado, ou seja, desempregado, qualquer que seja a razão – e mesmo que ela não esteja relacionada à sua performance – é normal ter medo de que recrutadores duvidem de sua competência. Para mudar as percepções sobre seu status profissional, uma boa iniciativa é começar pela sua rede de contatos.

— Se você está fora do mercado por um tempo, os colegas podem se sentir até culpados, por estarem empregados e você, não — diz Lavie Margolin, coach nova-iorquino, em reportagem do New York Times. — Como você não quer que eles sintam pena de você, ou que o vejam como derrotado, tenha algo a lhes oferecer, seja um artigo numa revista, seja conversar sobre um blog no setor ou sobre uma oportunidade profissional da qual eles não tenham conhecimento.

Segundo o especialista em carreiras Laurence Shatkin, também em reportagem do NYT, é importante estar por dentro do que acontece na sua área de atuação, para que, quando encontrar colegas, você saiba o que se passa e possa conversar.

— Sugiro que a pessoa se mantenha membro de associações de classe na sua área e que pense em se oferecer como voluntário em comitês de associados. Se possível, envolva-se num papel de comunicação numa associação profissional — afirma Shatkin. — Pode trabalhar com a newsletter ou em outra tarefa que permita que seu nome seja visto por colegas do setor. Estar ativo numa instituição assim mostra que você ainda está ativo no mercado.

Segundo o coach Silvio Celestino, é uma boa iniciativa reorganizar o currículo, para ficar menos óbvio que a pessoa ficou fora do mercado por um tempo. Mas um profissional de RH experiente saberá perceber que um currículo está preenchido com a preocupação de mostrar isso.

— O profissional deve demonstrar que, durante o período de desemprego, procurou ocupar-se com atividades que lhe traziam renda ou que o aprimoraram para uma nova oportunidade — aconselha Celestino. — Mesmo sem emprego, é essencial atualizar-se em cursos, seminários, workshops e palestras.

A coach Ylana Miller ressalta que não se deve fazer “maquiagens” no currículo. Nas entrevistas de emprego, o conselho é o mesmo: relatar a verdade e quais as ações e atividades que realizou no período em que ficou fora do mercado.

— O candidato deverá comunicar sempre a situação real. A integridade é uma competência que será avaliada desde o início do processo seletivo. Relatar o seu empenho e de que forma investiu sua energia neste momento de transição é relevante.

Confira, abaixo, algumas orientações de especialistas para se manter um bom candidato:

Mantenha suas credenciais, seus certificados e suas licenças atualizados: Além disso, envolva-se em atividades para as quais as suas habilidades sejam requeridas. Faça um trabalho de meio período ou temporário na sua área de atuação, se possível, ou faça trabalho voluntário para instituições de caridade. Em alguns casos, diz Julie Redfield, especialista em administração de talentos em Nova York, criar seu próprio negócio pode custar pouco. Para ela, é uma boa usar a rede de contatos para conseguir pelo menos um ou dois trabalhos de freelancer, e colocá-los no currículo.

Reorganize o currículo: Não importa o quanto você faça isso, os recrutadores vão identificar se há um “buraco” no seu currículo. Uma sugestão é personalizar o documento para vagas específicas, colocando, para cada uma, quatro ou cinco frases no topo, resumindo suas habilidades e experiência relativas àquela oportunidade. Mude a seção de “experiência de trabalho” para “experiência”, e escreva sobre trabalho pago e voluntário, deixando claro que trabalho não foi pago, mas usando a mesma linguagem para ambos, diz Elena Bajic, fundadora e CEO do Ivy Exec, serviço de recrutamento em Nova York. Tanto para o trabalho pago quanto para o voluntário, quantifique seus resultados, fale de estratégias usadas para atingir os objetivos e sobre como contribuiu para o sucesso daquela organização.

Como lidar com o assunto de que está há um tempo desempregado, numa entrevista de emprego: É importante ser direto e explicar o que aconteceu, se foi demitido ou se seu emprego anterior não mais servia. É muito importante que você seja verdadeiro, porque o mercado é “pequeno” e as pessoas se conhecem; então mentir é a forma mais fácil de ser pego. Algumas pessoas têm a tendência, em entrevistas de emprego, de aumentar os feitos para alcançar posições mais elevadas, mas especialistas afirmam que essa estratégia é ruim.

Elena Bajic frisa que é necessário ter cuidado na entrevista, porque os empregadores podem achar que o candidato estaria disposto a aceitar um trabalho que não seja adequado a ele, para sair o quanto antes, logo que algo mais apropriado aparecer:

— É muito importante ser específico, porque os empregadores não estão buscando qualquer candidato. Eles estão buscando o certo.

http://oglobo.globo.com/emprego/como-se-manter-um-bom-candidato-mesmo-desempregado-4314895

Anúncios

Entry filed under: Geral.

O Primeiro dia de um Líder – Texto de Renato Ricci (Fonte: www.exame.com.br) HORIZONTE DESEJADO – Trecho da matéria “6 experimentos gerenciais para fazer hoje” de Jules Goddard publicado na Revista HSM Management edição 91

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


março 2012
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds