Está satisfeito com seu emprego? Saiba se está na hora de mudar – Texto de Bruna Souza Cruz (Fonte: http://noticias.uol.com.br/empregos/)

09/12/2011 at 9:33 AM 1 comentário

Desmotivação, falta de perspectiva de crescimento, frustração por não estar fazendo o que é capaz ou fazer além do que é pago para fazer. Esses são alguns indícios de que algo não vai bem no ambiente de trabalho. Mas afinal, como saber se está na hora de mudar de emprego?

Segundo Marcelo Abrileri, especialista em recolocação profissional e presidente da Curriculum, antes de tomar qualquer decisão o profissional deve fazer uma autoavaliação visando identificar os motivos pelo desânimo ou frustração.

“O profissional tem que avaliar se o problema é com a empresa ou com ele. E nesse último caso, deve-se analisar ainda se ele construiu uma imagem inadequada do trabalho”, explica.

Abrileri acrescenta que muitas vezes a desmotivação pode estar ligada a uma imagem equivocada da rotina de trabalho. “Qualquer um de nós vive dentro de uma rotina, então sair de um emprego porque não gosta disso não é um motivo relevante. Tem gente que acha que estando em outra empresa isso vai melhorar, mas no primeiro, segundo mês ele vê que está tudo igual. Isso isoladamente não é motivo”, diz.

De acordo com Marcelo Abrileri, existem alguns fatores que podem ajudar o profissional a identificar se há algum problema com relação ao nível de satisfação do atual emprego. “Questões como a falta de novas oportunidades na empresa, baixa remuneração ou o fato de não ter o trabalho valorizado podem ser alguns indícios de que algo não está bem”, explica.

Vou trocar de emprego

E para quem já detectou que está mesmo na hora de uma mudança, Abrileri reforça que o primeiro passo é começar a sondar o mercado que se quer entrar. “O ideal é que o profissional busque outra oportunidade enquanto ele ainda está empregado”, afirma.

O especialista ressalta que a mudança de emprego deve ser feita de maneira ética e profissional, “o ex-colaborador não deve virar as costas para a empresa antiga. Por isso, recomenda-se que ele tente um acordo com a companhia em que ele irá atuar solicitando um período para que ele possa efetuar essa transição.”

(Obrigado JC pela dica)

Anúncios

Entry filed under: Geral.

O mito do talento – Boris Groysberg (Fonte: www.hsm.com.br) Como ser um bom professor – Mario Sergio Cortella (Assista!!)

1 Comentário Add your own

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


dezembro 2011
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: