Financiamentos para PME (Pequenas e Médias Empresas) requerem uma melhor e mais responsável gestão – Fonte: hsm.com.br

17/11/2011 at 8:45 AM Deixe um comentário

Financiadores públicos como BNDES e FINEP crescem para as PMEs, mas para ter capital é preciso administrar com competência

O acesso a fundos e linhas de crédito de capital público sem dúvida aumentou para pequenas e micro empresas, mas falhas na gestão ainda impedem muitos pequenos negócios de obter capital de giro e há inclusive fundos que acabam não alocados, por falta de empresas que preencham seus requisitos.

A consultoria Deloitte realizou estudo que demonstra esse crescimento no acesso. Das 250 pequenas e médias empresas que mais crescem no país, 42% utilizaram linhas públicas de financiamento durante os últimos três anos. Em 2006, esse número chegava a apenas 17%.

Para André Fernandes Lima, professor em economia e finanças na Universidade Presbiteriana Mackenzie, este número só não é ainda maior por uma questão cultural.

“Infelizmente, muito destes empresários tem o costume de modificar seus balanços com o intuito de pagar menos imposto e acabam ‘dando um tiro no próprio pé’. Quando recorrem ao BNDES e tem o recurso negado colocam a culpa na burocracia”, explica.

As PME’s se profissionalizam

A pesquisa da Deloitte ainda mostra que as PMEs que se destacam possuem gestão organizada e profissional. Das 250 empresas ouvidas, 82% possuem um planejamento estratégico e outras 9% pretendem implantá-lo.

Boas práticas de governança corporativa também é mais comuns entre as empresas de menor porte, uma vez que 69% das principais PMEs do país já contam com uma diretoria executiva e 40% delas possuem conselhos fiscais, segundo dados da pesquisa.

Exigências ao beneficiário
Gestão organizada do ponto de vista administrativo e de finanças facilita o acesso às linhas de crédito do BNDES. Por isso, antes mesmo de entrar com pedido de crédito junto ao banco, Fernandes Lima recomenda atenção nas exigências da análise do órgão, que incluem:

• Capacidade de pagamento;
• Cadastro comercial satisfatório;
• Estar quites com obrigações fiscais e previdenciárias;
• Não estar em regime de recuperação de crédito;
• Dispor de garantias para cobertura do empréstimo;
• Cumprir com a legislação ambiental.

Portal HSM

Anúncios

Entry filed under: Gestão, Gráfica.

Dorothy Leonard: O conflito produtivo do conhecimento – ExpoManagement 2011 (Fonte: hsm.com.br) Ram Charan: Caminho para ser global e construir o futuro – (Texto Excelente!!!) – (Fonte: hsm.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


novembro 2011
D S T Q Q S S
« out   dez »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds