Missão, Visão e Valores Falsos – Texto de Renato Ricci (Fonte: www.exame.com.br)

27/07/2011 at 12:40 PM Deixe um comentário

Toda organização que se preze já passou por uma etapa estratégica de definir sua missão, visão e seus valores. Provavelmente todos estão espalhados em quadros bonitos e que decoram os ambientes de cada área da empresa. Mas quanto isto é aplicado na prática? Certas vezes muito pouco.

Muitas organizações investem grandes quantias de dinheiro para estabelecer rumos e divulga-los para todos internamente. Existem consultores que se especializaram a auxiliar empresas em descrever seu futuro. Pena que os textos bonitos que definem missões ou visões sejam mais corretos gramaticalmente do que efetivos em termos de resultados. “Garantimos a satisfação de nossos clientes”, “Investimos todos os Esforços para termos sempre Produtos Inovadores”, “Nosso objetivo é satisfação e comprometimento total de nossa equipe”, são apenas exemplos destas frases inócuas.

Mas quem valida no dia-a-dia este cenário? Pelo menos dois personagens: primeiro as pessoas que trabalham nestas empresas. Quando a teoria não é compatível com aquilo se pratica, as pessoas são as primeiras a repudiar estas frases não reais, e tudo vira alvo de chacota. O segundo personagem que percebe facilmente quando as missões, visões e valores não são aplicados na prática são os clientes. Estes aprenderam a prestar atenção ao discurso de seus clientes e compara-lo com as atitudes praticadas. Lembro de um caso interessante ocorrido nos EUA há alguns anos atrás com um palestrante de renome. Ele fora contratado para fazer uma apresentação a todo corpo diretivo de uma das maiores empresas aéreas americanas. O evento estava marcado para as nove horas da manhã. Nove e quinze, nove e vinte, nove e meia, e nada do famoso palestrante aparecer. O presidente e seus assessores começavam a ficar impacientes e a criticar a falta de profissionalismo do contratado. Com quarenta minutos de atraso, o palestrante entra ao palco e começa sua apresentação.

“Pessoal, bom dia, é uma honra estar aqui com vocês, e como podem reparar estou começando com quarenta minutos de atraso. Mas como ontem um gerente de vossa empresa, no aeroporto que embarquei, me disse que 40 minutos não é atraso, acho que podemos ir em frente.”

Claro que a direção da empresa não se sentiu bem ao ouvir aquilo, mas era pura verdade. Quantas empresas estão longe de colocar em prática aquilo que alguém um dia escreveu bonito no papel?

Gestão Positiva é ter uma missão real, uma visão pragmática e possível e valores realmente importantes e que sejam mantidos e respeitados por 100% das pessoas que ali atuam.

Sua empresa é Positiva nesse aspecto? Espero que sim!

Renato Ricci: Coach, Palestrante e autor. Diretor do Positive Change Institute Brasil.

Anúncios

Entry filed under: Gestão.

Como ideias viram negócios – Eduardo Vilas Boas – (Fonte: www.hsm.com.br) Teoria das Restrições: potencializando resultados (Fonte: www.hsm.com.br)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


julho 2011
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: