Educação promove seres livres da miséria, degradação e prostituição

20/10/2010 at 8:06 AM 2 comentários

Vejam o resumo desta matéria apresentada hoje no Bom Dia Brasil da Rede Globo. Ao final aparece o link para assistir à matéria. (Obrigado Teca pela informação…)

Prostituição existe no país inteiro. Como a gente percebe, é a ignorância e miséria juntas. Depois vêm a droga e a prostituição, e aí a degradação. É fácil interromper esse ciclo vicioso. Falta querer.

O “Bom Dia Brasil” desta terça-feira mostrou Cingapura, um paraíso que há menos de 50 anos era um lugar pantanoso, pobre e sujo. Assim como a pujante Coreia do Sul há 60 anos era um lugar arrasado, com maioria analfabeta. Mas aí veio a vontade. Investiram em educação, uma educação que fez um futuro opulento.

Por que não querem educação por aqui? Por que fingem que estão investindo em educação se não investem em professores? Porque educação liberta da miséria, da dependência, do assistencialismo. Converte escravos de tudo em seres livres, e promove uma mudança. Aquela mudança da inscrição da bandeira do município de São Paulo: “Non Ducor Duco”, “não sou conduzido, mas conduzo”.

Na prostituição infantil do Nordeste, é bom combatermos os aliciadores, quem está promovendo isso, mas é preciso chegar às origens: a educação e formação. Pegando filhos, pais e professores e escolas. Coisa para revolução. Se os donos dos votos deixarem.

Entry filed under: Debates, Geral.

Mineiros do Chile deixam lições de liderança – Texto de Carlos Alberto Júlio (HSM Online) Empresas que entendem o novo fogem de receitas de bolo. E você, de qual lado está? – texto de Kip Garland (HSM Online)

2 Comentários Add your own

  • 1. Robson Xavier  |  21/10/2010 às 2:38 AM

    Botana, o governo criou a tal promoção automática para melhorar os indicadores do ensino e facilitar a tomada de empréstimos internacionais num passado muito recente. Assim, os alunos passam de ano sem saber e fica tudo por isso mesmo.
    Há menos de 2 anos eu também trabalho com o ensino (até por inspiração em você e outros caras bacanas do Senai) e fico assustado a cada vez que vejo alunos di ensino médio que não sabem nem sequer construir uma frase. Por isso boa parte dessa garotada nova não consegue emprego.
    Diploma não é tudo, indicadores não são tudo.
    Abraço.

    Responder
  • 2. J.C.Cardoso  |  21/10/2010 às 6:13 AM

    Aqui no Rio, Botana, tivemos dois governos subsequentes – Garotnho e Rosinha – que se elegem na base do proselitismo religioso com assistencialismo porco de R$ 1. Restaurante popular de R$ 1. Farmácia popular de R$ 1. Hotel popular de R$ 1 para quem mora longe do centro (em vez de abrir licitação de ônibus). Maracanã a R$ 1.
    No caso dos restaurantes, que ainda existem, Dona Rosinha ainda desviou verba da saúde (falida até hoje) para criar mais unidades. Afinal, segundo ela, “alimentação também é saúde”.

    Entretanto, ninguém fala em cursos, bibliotecas, cinema e cultura a R$ 1. Por que será?
    ??
    JC
    P.S.: Sei que vão dizer que futebol é cultura, mas só batem nessa tecla. É preciso mostrar que existe mais cultura além do futebol…

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


outubro 2010
D S T Q Q S S
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: