Concentração x Novas Tecnologias de Comunicação

22/07/2010 at 9:36 AM Deixe um comentário

Entrevista: “Demoramos mais para fazer as coisas, e fazemos pior” – Folha de São Paulo

A jornalista e escritora britânica Harriet Griffey, especialista em temas de saúde, terá seu livro mais recente, “The Art of Concentration”, lançado em setembro no Brasil, pela Larousse. Ela acredita que a concentração é uma habilidade que pode ser aprimorada com o treino e comenta a tolerância das pessoas com as interrupções constantes das tecnologias de comunicação. Leia trechos da entrevista à Folha, por e-mail.

Folha – Quais as consequências da falta de concentração?
Harriet Griffey – Pesquisas descobriram que trabalhadores constantemente interrompidos pelo e-mail tiveram um declínio de dez pontos no QI -o dobro do impacto de fumar maconha!
Com toda a tecnologia, demoramos mais para fazer as coisas, fazemos pior e lembramos menos depois de termos feito. Isso pode nos impedir de sermos tão produtivos quanto gostaríamos.

Esse problema é novo?
Esse hábito de “atenção parcial contínua” parece estar ligado à nossa inclinação moderna e à tolerância de sermos constantemente interrompidos por tecnologias de comunicação.
Nós podemos desligá-las, mas raramente o fazemos, tendo dado a elas tanta importância que sentimos que não podemos viver sem elas.
Nós nos permitimos menos tempo para o que é importante e o que interessa.
O progresso tecnológico é um bom empregado, mas um mau patrão quando se trata de concentração.
Poderíamos fazer as tecnologias da informação trabalharem para nós, em vez de permitir que elas governem as nossas vidas, porque elas são um desestímulo à nossa concentração.

Qual a arte da concentração?
A “arte” de qualquer coisa é uma ferramenta melhorada por estudo, observação e prática. A maioria pode melhorar sua habilidade.

O que é possível fazer para recobrar essa habilidade?
Primeiro, você precisa exercitar o que sente ao se concentrar de verdade. Quando souber o que é se concentrar (quando faz algo de que gosta, como se sente?) e o que torna isso possível para você, pratique.
Para alguns, isso significa desligar todas as distrações -o celular, o alerta de e-mail, qualquer música, TV ou outro som de fundo. Para outros, música de fundo pode funcionar bem, ajudando a filtrar outras distrações. Descubra o que está no caminho da sua concentração.

O que mais pode ajudar?
Estipule alvos fáceis, como na “regra dos cinco mais”.
Passe cinco minutos mais numa tarefa, partindo daí para estender o tempo: mais cinco problemas resolvidos, mais cinco páginas lidas. Ao sentir que começa a viajar, traga sua mente de volta por cinco minutos mais.

Fonte: edsongil.wordpress.com

Anúncios

Entry filed under: Geral.

Gestão de Recursos 2 – 2º Semestre 2010 – Material de Apoio A morte do “Jornal do Brasil”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


julho 2010
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: