Seus Contatos conhecem você? – Texto de Carlos Cruz (Muito bom!!!! Não deixe de ler)

24/02/2010 at 12:08 PM Deixe um comentário

O que vai fazer a diferença na hora de uma recolocação profissional são as pessoas que sabem quem você é

Atualmente, não existe uma ferramenta de ascensão na carreira mais eficaz que o Networking. Em um cenário onde o potencial dos profissionais é cada vez maior, tanto no quesito estudantil, quanto na capacidade para execução, ter um diferencial ou um facilitador pode ajudar, e muito, na escalada rumo ao topo. Por isso, entenda que é fundamental manter em dia seus contatos e cultivar suas relações pessoais, pois, um dia você precisará delas. Mas não se esqueça, o que fará realmente a diferença na hora “H”, não são as pessoas que você conhece, mas sim, aquelas que sabem quem e o que você é.

Com base nesse pensamento, comece desde já a ter a devida atenção com aqueles que te rodeiam. Não se esqueça que, assim como você, eles também podem precisar de uma ajudinha em certos momentos. E você deve estar disposto a auxiliá-los. No início da minha carreira como empreendedor, não tinha mais que alguns cartões de amigos e colegas que conheci ao longo da vida e foi justamente com eles que consegui minhas primeiras oportunidades. Por meio desses contatos que acreditaram no meu potencial e me apoiaram a transformar meu sonho em realizações, tudo começou a dar certo. Assim, cultivar uma rede de relacionamentos é fundamental quando o objetivo em questão é o sucesso profissional.

Esse fenômeno de formação de redes sociais é baseada na evolução de uma teoria criada pelo psicólogo Stanley Milgram, nos anos 60. Se trata da Teoria dos Seis Graus de Separação, que foi formulada através das seguintes perguntas feitas pelo pensador: como os seres humanos se relacionam? Pertencemos a mundos separados, agindo simultaneamente, mas de forma autônoma, a ponto de serem raros e distantes os vínculos entre duas pessoas, em qualquer lugar do planeta? Ou estamos todos unidos numa grande e entrosada rede?

Através de experimentos, Milgram comprovou que para unir duas pessoas em qualquer lugar do mundo, são necessários somente seis laços de amizade. Essa condição torna verídica a hipótese de se conseguir um emprego por simples indicação, ou seja, é necessário conhecer uma pessoa, que conhece outra, que conhece a próxima, que trabalha no local.

Entretanto, o grande problema em questão é que muitas pessoas somente se lembram da sua rede de relacionamentos quando precisam de alguma coisa. O erro esta justamente em esquecer que elas próprias podem ser contatos importantes para os outros. Então, proponha uma reflexão para si mesmo: como é a sua disponibilidade para apoiar outras pessoas quando elas precisam de ajuda, alta ou baixa? Nunca se esqueça de basear suas relações na reciprocidade, caso contrário será visto como um interesseiro.

O objetivo principal de quem cria afinidades deve ser passar para o contato credibilidade. As relações que você estabelece devem se basear em apresentar aos membros da sua rede suas metas e como você pode ser uma boa indicação para tal cargo. Demonstrando suas capacidades e seu interesse, você abrirá uma porta e ganhará a confiança e preferência desse contato, assim, no momento em que surgir uma oportunidade, você vai ser o primeiro a ser lembrado.

Se o seu foco é criar uma lista de contatos, lembre-se que sua apresentação deve funcionar como um cartão de visitas. Aproxime-se do contato com a intenção de mostrar-lhe suas qualidades, assim ele poderá te conhecer melhor e ter certeza na hora de te indicar.

Para ajudar, pense nessas questões para cada contato da sua lista:
• Como posso agregar valor a essa pessoa?
• Como ela pode me ajudar a conseguir uma oportunidade de trabalho?
• Posso ser sincero com ela e pedir uma indicação ou uma dica? Em caso positivo, contate-a imediatamente. Dê preferência, faça uma visita a ela.

O networking é fundamental para alcançarmos objetivos por meio da rede de relacionamentos. Muito mais do que ferramentas para buscar novas frentes de trabalho, o profissional deve se preocupar com quem ele quer se relacionar e onde vai fazer isso para conseguir vislumbrar oportunidades. Para isso, antes de montar sua rede de relacionamentos, foque naquelas pessoas que realmente podem ser uma porta de entrada facilitadora. O ser humano é um ser gregário, ou seja, depende e muito dos seus semelhantes para garantir sua subsistência, desde a época das cavernas, Portanto, não tenha medo e inicie agora mesmo seu projeto de contatos, mas não se esqueça, esteja disposto a ajudar quando for solicitado.

Carlos Cruz (www.carloscruz.com.br)

HSM Online

Anúncios

Entry filed under: Geral, Gestão, Tecnólogo Gráfico - Qual o caminho?.

Para pensar antes das eleições….. Gestão de Recursos 2 – Notas de aula atualizadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


fevereiro 2010
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  
Participe com seus comentários!!! Divulgue o blog!! Vamos criar mais um fórum de debates da indústria gráfica!

Tópicos recentes

Feeds


%d blogueiros gostam disto: